BID e ICE anunciam parceria para fortalecimento do ecossistema de Finanças Sociais e Negócios de Impacto no Brasil

O Fundo Multilateral de Investimento (FUMIN), membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou um aporte de BRL 4.5 milhões no Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) para fortalecer o ecossistema de negócios de impacto através de três pilares – Programa de Aceleração e Incubação de Negócios de Impacto, Programa Academia, e Força Tarefa de Finanças Sociais do Brasil. O ICE, uma organização da sociedade civil com sede em São Paulo, complementa o orçamento do projeto com um aporte de BRL 4.8 milhões, totalizando BRL 9.3 milhões para o campo ao longo dos próximos três anos.

Negócios de Impacto são empreendimentos focados em gerar impacto social e ambiental positivo, operando através de um modelo financeiramente sustentável. Os negócios de impacto no Brasil estão em forte crescimento dentro do ecossistema empreendedor, e para que esse crescimento seja viabilizado é necessário um apoio sistêmico que ofereça financiamento e capacitação técnica às organizações do campo. Segundo mapeamento da ANDE (Aspen Network for Development Entrepreneurs), há 29 investidores de impacto ativos no Brasil que juntos administram um portfolio de BRL 600 milhões. Entre 2014 e 2015, esses investidores realizaram 48 investimentos num valor total de BRL 225 milhões. Através desta parceria entre BID e ICE, é esperado que 16 negócios de impacto recebam empréstimos entre 2017 e 2018, e com isso tenham acesso a investimentos subsequentes para crescer e expandir seus negócios no Brasil.

“Nós acreditamos que a melhor forma de contribuirmos para o desenvolvimento sustentável do campo de finanças sociais seja através do aumento da oferta de capital, do fortalecimento de organizações intermediárias, da preparação e formação de jovens talentos para o campo, e de um marco regulatório mais favorável à inovação social. A parceria com o BID é estratégica para o ICE e vai nos permitir juntar esforços, preparando mais negócios de impacto para que recebam investimentos” avalia Célia Cruz, diretora executiva do ICE.
Por meio da parceria com o BID, o ICE fortalecerá o campo através de três pilares. O primeiro pilar envolve a expansão do Programa de Incubação e Aceleração de Impacto com a capacitação de 40 incubadoras e aceleradoras, espalhadas por todas as regiões do Brasil, para que expandam seus portfolios de negócios de impacto. Ainda sob este projeto, 16 negócios de impacto receberão empréstimos, contribuindo na mobilização de investimentos subsequentes. O segundo pilar envolve apoio à implementação das recomendações estratégicas feitas pela Força Tarefa de Finanças Sociais do Brasil, que foi estabelecida em 2014, e da qual o ICE faz parte da Diretoria Executiva. O terceiro pilar envolve a expansão do programa Academia, que se destina a trazer o assunto das Finanças Sociais e Negócios de Impacto para universidades do Brasil, apoiando-as a formar futuros profissionais para trabalhar neste ecossistema.

“O BID tem como uma de suas prioridades estratégicas fomentar o desenvolvimento do ecossistema de empreendedores voltados para o campo social e ambiental. Esse projeto é resultado de colaboração de diferentes janelas do Grupo BID – Fumin e Departamento de Tecnologia e Inovação. Ao trabalharmos de forma multisetorial, conseguimos reunir um sólido conhecimento técnico capaz de fomentar inovações que contribuam efetivamente para a diminuição da exclusão social e da desigualdade, gerando emprego, melhorando a produtividade, e promovendo a integração regional inter e intra-países.”, disse Hugo Timorán, Representante-chefe do BID no Brasil. “O Fumin funciona como laboratório de inovação social para o Grupo BID. O campo de investimentos de impacto e empreendedorismo social é uma plataforma ideal para testarmos iniciativas inovadoras que possam depois ser escaladas e replicadas em outros países”, avalia Elizabeth Boggs-Davidsen, chefe da unidade de Economia do Conhecimento do Fumin.

Sobre o FUMIM

O Fundo Multilateral de Investimentos é um laboratório de inovação do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento. Realiza experimentos de alto risco para testar novos modelos de engajamento e inspiração do setor privado para que resolvam problemas sociais e econômicos na América Latina e Caribe. O FUMIM busca reduzir a pobreza e a vulnerabilidade centrando-se em negócios emergentes e pequenos agricultores com capacidade de crescer e criar oportunidades econômicas.
Mais informações em www.fomin.org.