Histórico

Criada em Maio de 2014 a Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais (FTFS) é composta por representantes de diferentes setores engajados no avanço do campo da Finanças Sociais no Brasil.

 

Tendo como inspiração iniciativas semelhantes desenvolvidas no Canadá e Reino Unido, a FTFS surgiu a partir de uma mobilização promovida pelo ICE (Instituto de Cidadania Empresarial) com o suporte da Fundação Getúlio Vargas que envolveu um grupo de trabalho composto por 20 organizações envolvidas com o tema de finanças sociais, entre eles, representantes da oferta de capital, da demanda e intermediários do ecossistema. Essas organizações trabalharam durante um ano para mapear e priorizar temas críticos e oportunidades para o crescimento do campo, bem como, para recomendaram os nomes de membros para comporem a Força Tarefa de Finanças Sociais.

 

Após a indicação dos membros, quatro importantes organizações passaram a compor a FTFS, a SITAWI Finanças do Bem, organização pioneira que atua no desenvolvimento e operação de soluções financeiras inovadoras para impacto socioambiental compartilhando a diretoria executiva junto com o ICE, a consultoria global Deloitte e a Fundação Telefônica no Comitê Estratégico. Também passaram a apoiar a Força Tarefa o Instituto Península e a Lew Lara.

 

Grupo de Trabalho

 

Artemísia
ANDE
BNDES
Cause
Derraik e Menezes
FGV – GVCes
Fundação Telefônica
Fundo Caeté
Gife
Instituto de Cidadania Empresarial
Inspirare
JPMorgan
Mattos Filho
MOV Investimentos
Plano CDE
Potencia Venture
Sebrae
SITAWI
USP
Vox Capital

 

Após a indicação dos membros, quatro importantes organizações passaram a compor a FTFS: a SITAWI Finanças do Bem, organização pioneira no desenvolvimento e operação de soluções financeiras inovadoras para impacto socioambiental, compartilhando a diretoria executiva junto com o ICE, e a consultoria global Deloitte e a Fundação Telefônica no Comitê Estratégico. Também passaram a apoiar a Força Tarefa o Instituto Península e a Lew Lara como apoiadores financeiros.